16 de fev de 2011

Santidade, um caminho para todos




Hoje eu quero partilhar com vocês, que visitam o nosso blog, um pensamento que veio em meu coração durante a meditação: Jesus convida todos nós, cristãos e cristãs, a sermos santos.  E, no seu evangelho, muitas vezes nos aponta o Pai como modelo.
Calma, calma, não fiquem assustados! A santidade não é assim tão pesada, algo para super-heróis espirituais. Embora Jesus nos convide a sermos perfeitos como o Pai é perfeito, nunca Ele proporia algo que fosse impossível de nós, criaturas limitadas, alcançarmos. Para entender esta proposta de Jesus, é preciso entender o que é santidade.
A santidade, a meu ver, está muito bem personificada na passagem dos discípulos de Emaús. Vejamos a cena: dois discípulos caminham de volta para sua cidade natal, após a morte de Jesus.  Eles estão tristes, pois não entendem os acontecimentos passados em Jerusalém, a morte de Jesus e tudo o mais. Então o próprio Jesus se torna companheiro de viagem, explicando os acontecimentos a luz da Palavra de Deus, fazendo o coração deles arder com a graça divina. Ao chegar ao seu destino, convidam o companheiro Jesus para cear com eles, pois já é noite. E, ao se dar a conhecer na fração do pão, Jesus os impulsiona a voltar para Jerusalém com um novo entusiasmo e anunciar a sua presença viva entre eles.
Santidade é caminhar com Jesus, rumo ao céu, nossa pátria. Como os discípulos de Emaús, nem sempre entendemos tudo o que acontece, e muitas vezes nos decepcionamos. Mas Jesus caminha conosco, explicando a Palavra de Deus e como ela se realiza na nossa vida. E a sua palavra fortalece e faz arder o coração, dando um novo vigor a cada momento vivido.  Assim nos colocamos na dimensão de viver a vontade de Deus que se revela a cada momento do dia, no amor aos irmãos e irmãs que passam por nós, ou que fazem conosco a caminhada da vida: família, amigos, conhecidos, pessoas que mesmo por um momento passam por nós; no trabalho feito com dedicação e carinho; na paciência e doação.
Assim, esta proximidade de Jesus nos faz passar pela vida de um modo mais profundo. O relacionamento com as pessoas e as coisas se purifica de todo interesse e distorção, pois tudo adquire seu valor real, mais pleno. Ao partir o pão da Eucaristia, na celebração da missa, nossos olhos se abrem para perceber a presença de Jesus nas coisas, nos momentos, mas especialmente nas pessoas, filhos e filhas amados por Deus. E assim, ao voltarmos ao nosso dia a dia, anunciamos com nossa vida a alegria da presença de Jesus na nossa humanidade.
Isto é santidade. É perfazer o caminho até o fim, na companhia constante desse divino amigo que, invisível aos nossos olhos, nos orienta o coração para vivermos bem cada momento, a luz das palavras divinas. É assim que todos nós somos chamados a viver. Basta acolhermos em nosso coração este viajante e seus divinos ensinamentos. E não ter medo de caminhar.



Irmã Maria Renata, clarissa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui o seu comentário